banner
publicidade
publicidade

PREMIÊ ITALIANO PEDE A DILMA SOLUÇÕES PARA CASOS DIFÍCEIS

PREMIÊ ITALIANO PEDE A DILMA SOLUÇÕES PARA CASOS DIFÍCEIS


Em sua primeira visita a Itália desde que o governo de Roma autorizou a extradição de Henrique Pizzolato, a presidente Dilma Rousseff ouviu nesta sexta-feira (10) que, com “relações renovadas” entre os países, o governo italiano “espera trazer soluções para os casos mais difíceis” quando se tratar de Justiça.

Sem citar nominalmente Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil condenado no mensalão, ou Cesare Battisti, que ganhou asilo no Brasil após ser condenado por terrorismo na Itália, o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, disse que tratou com Dilma sobre “o setor de Justiça” e que espera resultados.

“Falamos sobre o setor de Justiça. Espero que essas relações renovadas, baseadas na cortesia, possam trazer solução aos casos mais difíceis, como no caso da Justiça”, afirmou Renzi em declaração à imprensa após reunião com a presidente.

O governo italiano fala pouco em Pizzolato mas insiste em ter uma resposta do Palácio do Planalto sobre o caso Battisti. Oficialmente, porém, as discussões sobre esses temas não estavam previstas no encontro de Dilma com as autoridades italianas.

O ex-diretor do Banco do Brasil ainda está preso na Itália e espera decisão final da Justiça – prevista para setembro – após entrar com um recurso para frear o processo. As informações são da Folha.

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21