banner
publicidade
publicidade

Presidente Dilma afirma que costura para eleição de 2014 será fechada por cima

Renata Oliveira

01/11/2013 16:26 – Atualizado em 02/11/2013 12:29

 

Em visita à Bahia nesta sexta-feira (1) para inaugurar a Via Expressa Baía de Todos os Santos, a presidente Dilma Rousseff falou às rádios locais sobre a união do PT e do PMDB para a eleição do próximo ano. Dilma deixou claro que a costura para a disputa será fechada por cima.
A presidente afirmou que a aliança entre PT e PMDB vai se sobrepor aos embates regionais. No Espírito Santo, a fala de Dilma deve reformar a tentativa do ex-presidente Lula de erguer um palanque para a presidente com o PMDB puxado pelo ex-governador Paulo Hartung, em vez do senador Ricardo Ferraço, como tenta parte da Executiva Nacional do PMDB.
O reforço da aliança entre os dois partidos também afasta suas lideranças no Estado do palanque de reeleição do governador Renato Casagrande. Apesar do posicionamento do socialista de permanecer neutro em relação à disputa presidencial, a candidatura do governador de Pernambuco, o presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, afasta o governador capixaba do palanque de Dilma.
Por outro lado, uma movimentação do PPS buscando aproximação com Campos fortalece o governador capixaba em sua aliança com o prefeito da Capital, Luciano Rezende. O prefeito, que já havia declarado sua intenção de apoiar Casagrande, pode ter agora o apoio da nacional para firmar oficialmente o apoio.
O PPS tem um histórico de parceria com o PSDB e DEM nas disputas presidenciais passadas. No Estado, o enfrentamento de Luciano Rezende e Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) deixou incompatibilidades que inviabilizam a aliança para o próximo ano. O PSDB vai disputar a eleição com o senador Aécio Neves (MG), mas o PPS tem uma ligação com o ex-governador de São Paulo José Serra


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21