banner
publicidade
publicidade

Promotor do MP-BA e família sofrem atentado na saída do SSA Shopping

Promotor Paulo Gomes Junior, do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais (Gaeco), do Ministério Público da Bahia (MP-BA), sofreu um atentado na tarde do dia 7, sábado. O caso está sendo investigado – em sigilo – pelo delegado Jardel Peres, do Comando de Operações Especiais (COE).

O carro onde o promotor estava com o filho de três anos e a esposa foi alvo de três tiros. Questionado pela reportagem do Bocão News se a tentativa de assassinato estaria ligada a algum caso em que esteja envolvido, ele confirmou: “Provavelmente sim. Mas o caso está investigação, sob sigilo”. Um tiro pegou no fundo do carro, no estepe, outro pegou no pneu traseiro, do lado do carona, e o último atingiu a porta do carona. Ter saído ileso foi mesmo sorte, já que, segundo o próprio promotor, “o carro não era blindado”.

Gomes confirmou ao Bocão News que o caso realmente parece se tratar de um atentado e que espera que seja solucionado essa semana: “Ao que tudo indica foi mesmo um atentado. Estou me reservando por causa das investigações, mas essa semana já devemos solucionar isso”, afirmou com cautela.

O promotor integrou operações conhecidas como a Janus, que apurou esquema de venda de sentença no Judiciário baiano, vem atuando fortemente contra milícias e denunciando prefeitos. A mais recente atuação de Gomes foi na Operação Pojuca, em abril deste ano, quando ele afirmou haver indícios de que políticos se beneficiavam de uma milícia e grupo de extermínio montados pelo delegado Madson Santos de Barros, da cidade de Gandu, que foi desarticulado. Nesse caso, o Ministério Público investiga dois prefeitos que podem ter contratado a milícia para crimes como coação e execução.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21