banner
publicidade
publicidade

PT de Itamaraju pode adiar encontro pela segunda vez

PT de Itamaraju pode adiar encontro pela segunda vez

Os membros do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) se reuniram na manhã desta terça-feira em Salvador para decidir, entre outras coisas, sobre o recurso impetrado pelo empresário da construção José Antonio Sousa Portugal, 44 anos, contra a decisão do Diretório Municipal de Itamaraju do PT, de proceder à escolha do candidato do partido em um encontro municipal. Portugal defende a realização das prévias.

De acordo com informações de membros do Diretório Estadual, os integrantes da direção ligados ao deputado federal Valmir Assunção pediram vistas do processo, protelando o julgamento do recurso para 24 de fevereiro.

Para alguns petistas de Itamaraju, o pessoal de Valmir sentiu que ia perder, por isso fez uso da estratégia. Outra informação, essa ainda não confirmada, diz que se ocorrerem às prévias, estas serão sob a responsabilidade do Diretório Estadual, tendo em vista os inúmeros deslizes cometidos pela direção local do PT.

Como o julgamento do recurso foi marcado para o dia 24, seguramente, o encontro agendado para o dia 26, mais uma vez terá que ser remarcado, com o agravante iminente de não acontecer. Isso coloca em cheque a postura da maioria dos membros do Diretório do Partido dos Trabalhadores de Itamaraju, que a cada dia que passa, com o objetivo de privilegiar um dos pré-candidatos, tem metido os pés pelas mãos.

Se o pré-candidato apoiado pelo deputado federal Valmir Assunção e todo o seu grupo tinham tanta certeza do apoio dos filiados, por que não decidiram pelas prévias de imediato? Por que lançaram mão de estratégias escusas para fazer imperar sua vontade? Onde está a tal ‘democracia’ pregada aos quatro ventos pelos membros do PT?

A verdade é que, seja ele quem for, se o candidato do Partido dos Trabalhadores for escolhido por intermédio de um processo que não represente a ideologia do PT, que sempre primou pela transparência e pelas coisas feitas às claras, este não será bem visto pela população. Os membros do Diretório Municipal precisam ficar atentos, por que o povo não é como um grupo de um partido e não vai ser facilmente manipulado por uma direção, seja ela qual for.

Como já havíamos antecipado em matéria publicada no dia 31 de janeiro, o Diretório de Itamaraju do Partido dos Trabalhadores decidiu, em reunião fechada, por 19 votos a favor contra quatro, que haveria um novo encontro com a presença dos mesmos delegados e filiados que participaram do primeiro, ocorrido no dia 15 de janeiro, para a escolha do candidato do PT às eleições municipais.

De acordo com a decisão, apenas os 648 membros do PT de Itamaraju que assinaram a lista de presença no último encontro, poderiam participar do processo de escolha do candidato, e mais, quem não participou do encontro também ficaria de fora de toda e qualquer decisão visando às eleições municipais de 2012.

Agora, o encontro que escolheria o candidato do partido, aprovado pelo Diretório Municipal e convocado por edital para o dia 12 de fevereiro, já adiado para o dia 26 do mesmo mês, vai mais uma vez ser adiado, o que representa um desgaste ainda maior para o Diretório Municipal. No recurso encabeçado por Portugal, o petista solicita que todos os filiados do PT possam votar livremente e não seja limitado esse acesso ao voto como o Diretório Municipal tem tentado fazer.

Quando questionado sobre a decisão da direção de limitar o número de filiados com acesso ao voto, Portugal caracteriza a atitude do Diretório Municipal como equivocada, contrária ao estatuto do partido e, portanto, irregular. Segundo ele, só uma assembléia geral de filiados pode anular uma decisão do diretório, “o diretório não desfaz uma decisão dele mesmo, ele decidiu pelas prévias”, explica, se referindo à decisão anterior pelas prévias. Por essa razão o petista resolveu recorrer a Salvador para garantir que o estatuto do partido seja respeitado.

“Defendo as prévias, defendo a democracia, defendo a ética e defendo todos os nossos filiados, o importante é que nossos companheiros estejam livres para expressar sua vontade, para escolher o candidato que ele acha que é o melhor para representar o nosso partido”, diz Portugal.

Caso Salvador decida por acatar o recurso de Portugal, o Diretório Municipal terá que abrir novo processo, dando condição inclusive, para que os membros com pendências junto ao partido possam regularizar suas situações tornando-se aptos ao voto, com isso, ao invés de 1027, o número de filiados aptos pode superar 2 mil, isso vai tornar a disputa imprevisível.

Antonio Portugal afirmou que se as prévias acontecerem, ele reúne todas as condições de vencer, porque possui maior condição de aglutinar todas as forças. Segundo ele pessoas do partido ligadas a atual gestão municipal, pessoas do grupo de Geraldo Seles e do ex-prefeito Frei Dilson e até pessoas ligadas ao outro pré-candidato [Dalvadisio Lima], já manifestaram simpatia ao seu nome. “Por isso eu espero ser vitorioso”, disse o militante que possui uma história de 20 anos dentro do Partido dos Trabalhadores.

O petista lembrou que esta será sua segunda participação em prévias do PT, a primeira foi em 2008 quando concorreu com Dalvadisio, Joel Lacerda e Frei Dilson. “Dilson já era o prefeito de Itamaraju (em 2008) e mesmo assim concorreu às prévias, por que agora querem impedir a realização das prévias, será por medo”, questiona.

Encontro ou prévias, dois estão no páreo. Quando começaram as discussões eram quatro candidatos, mas Geraldo Seles e Evando Rodrigues desistiram da disputa por questões pessoais, só sobraram Dalvadisio e Portugal.

Por Nilson Chaves


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21