banner
publicidade
publicidade

RENAN CHAMA AJUSTE FISCAL DE LEVY DE TACANHO E DIZ QUE PAÍS VIVE FILME DE TERROR

RENAN CHAMA AJUSTE FISCAL DE LEVY DE TACANHO E DIZ QUE PAÍS VIVE FILME DE TERROR

 

O Senado, Renan Calheiros fez duras críticas ao ajuste fiscal do governo Dilma em pronunciamento na TV para fazer um balanço das ações no Senado no primeiro semestre. Renan chamou as medidas propostas pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de “tacanhas” e “insuficientes”. E elogiou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, pela celeridade com que tem conduzido as votações no Congresso.

“O ajuste é insuficiente e tacanho. Até aqui, quem pagou a conta foi o andar de baixo. Esse ajuste sem crescimento econômico é cachorro correndo atrás do rabo, circular, irracional e não sai do lugar. É enxugar gelo até ele derreter. É preciso cortar ministérios, cargos comissionados, fazer a reforma do Estado e acabar com a prática da boquinha e apadrinhamento”  disse Renan.

Em pronunciamento de quase 17 minutos, que foi ao ar na TV Senado, Renan chamou de “filme de terror” as crises política e econômica que o país enfrenta. Sem citar em nenhum momento o nome da presidente Dilma Rousseff, afirmou que o governo ignorou o pacto pelo trabalho proposto pelo Congresso, que trabalhou para minimizar as perdas dos trabalhadores e aposentados na aprovação do pacote de medidas do ajuste fiscal, que restringiram a concessão de benefícios trabalhistas e previdendiários.

“Estamos na escuridão assistindo a um filme de terror sem fim e precisamos de uma luz indicando que o horror terá fim. O país pede isso todos os dia” disse Renan.

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21