banner
publicidade
publicidade

Rui vistoria obras emergenciais de abastecimento que visam segurança hídrica em Salvador e RMS

Rui vistoria obras emergenciais de abastecimento que visam segurança hídrica em Salvador e RMS

O governador Rui Costa sobrevoou e vistoriou, nesta segunda-feira (13), as obras que estão sendo realizadas pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) no Lago de Santa Helena, situado entre os municípios de Dias D’Ávila e Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), com o objetivo de garantir a segurança hídrica da capital baiana. Com previsão de conclusão até o final desta semana, a obra consiste na instalação de um sistema de bombeamento para fazer a reversão do lago de Santa Helena para o rio Jacumirim, que abastece a barragem de Joanes II, um dos principais mananciais que abastecem a capital.

 

O investimento foi de R$ 2,5 milhões, na aquisição dos equipamentos que possibilitarão o acréscimo de quatro mil litros por segundo (1/s) no volume de água do rio. A barragem de Joanes II, que faz parte do sistema integrado de abastecimento de água da RMS, está com nível abaixo do esperado para essa época do ano em consequência da estiagem prolongada que atinge a região.

 

Na ocasião, Rui solicitou a colaboração da população para o enfrentamento desse momento de dificuldade de abastecimento na região. “Nunca é demais repetir que toda ajuda da população é necessária, reduzindo o consumo de água, reduzindo o desperdício, ou seja, economizar água é a palavra de ordem. Quando estiver tomando banho, fechar a transmissão, escovando o dente, fechar a torneira. Não é recomendável, em hipótese alguma, que a pessoa use mangueira para varrer o passeio de casa, molhar o quintal para tirar a poeira. Toda água que economizar é necessária para a gente passar esse momento crítico”.

 

O governador enfatizou ainda que a dificuldade de abastecimento é “em função de não ter tido chuvas nem no interior nem na capital. Por isso, as obras emergenciais vão continuar para tentar evitar a falta de água. Essa obra é emergencial e foi feita em 30 dias para não ter colapso no abastecimento. Infelizmente, a estiagem está tão forte que, este ano, inclusive, chegou ao litoral”.

 

De acordo com dados do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), a Bahia vive a pior seca dos últimos 100 anos. A estiagem que atinge o estado está reduzindo o nível dos mananciais utilizados para o abastecimento humano em diversas áreas, incluindo a Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 

“Com essa obra de reversão, a gente consegue assegurar a recuperação da captação de água do Santa Helena, garantindo a manutenção do abastecimento para Salvador. Além da necessidade de chuva aqui na Bahia, precisamos da colaboração da população na economia da água”, afirmou o presidente da Embasa, Rogério Cedraz.

 

O secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), Cássio Peixoto, também destacou a importância do envolvimento dos baianos no enfrentamento dessa estiagem. “É preciso ter a consciência do uso racional da água, que hoje sabemos ser um bem finito, se não cuidarmos e não preservarmos. O Governo continua determinado a tomar todas as medidas necessárias e garantir o abastecimento para todas as regiões do estado. Essa obra que beneficia a capital, por exemplo, está sendo realizada em tempo recorde, mostrando a nossa preocupação com as pessoas”.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21