banner
publicidade
publicidade

Runco contraria departamento jurídico do Fla

Foto: DivulgaçãoAquele que seria apontado como principal bala do tiro de canhão do departamento jurídico do Flamengo contra Ronaldinho Gaúcho na Justiça do Trabalho, não prova nada. Pelo menos foi o que afirmou o médico do clube, José Luiz Runco, nesta segunda-feira.

“Existe o exame normal de rotina, que foi feito pelo departamento no dia 4 de janeiro. Para detectar álcool e drogas, só com o consentimento do paciente. Não existe este exame que aponta álcool”,  disse Runco ao “Globoesporte.com”.

O médico, assim, contraria a versão dada pelo vice jurídico flamenguista, Rafael De Piro, que acreditava ser tal exame como principal prova da falta de profissionalismo de Ronaldo me seu período de um ano e cinco meses na Gávea.

“Alguém deve ter passado essa informação para ele (Rafael de Piro). Eu respondo pelo meu departamento e reitero que não existe este exame. Tudo que foi feito está arquivado num prontuário, como funciona num hospital. Temos o exame, mas não há relação com álcool”.

Ronaldinho entrou na Justiça do Trabalho no último dia 31 de maio cobrando cerca de R$ 40 milhões do Flamengo em pendências financeiras.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21