banner
publicidade
publicidade

“Salvador terá a melhor mobilidade entre todas capitais”, diz Rui ao entregar nova etapa da Linha Azul

“Salvador terá a melhor mobilidade entre todas capitais”, diz Rui ao entregar nova etapa da Linha Azul

 

A transformação pela qual passa a mobilidade urbana em Salvador ganhou mais um capítulo memorável neste sábado (3). O governador Rui Costa inaugurou uma nova via que faz a ligação entre as avenidas Pinto de Aguiar e Gal Costa, por meio de dois túneis duplos, sendo um sob a Avenida Luiz Viana Filho (Paralela) e outro sob o acesso ao Estádio de Pituaçu, com 155 e 110 metros cada, respectivamente.

As obras fazem parte do corredor transversal batizado de Linha Azul, responsável por conectar, de maneira inédita, a orla marítima, no bairro de Patamares, ao Subúrbio Ferroviário, no Lobato.

O trecho entregue pelo governador inclui também uma passagem subterrânea, na Pinto de Aguiar, e vias de superfície em mão dupla, com três faixas por sentido, totalizando cinco quilômetros de extensão. Essas intervenções, somadas à requalificação das vias de acesso até o Complexo Esportivo Armando Oliveira, no bairro de São Marcos, além da duplicação da Avenida Gal Costa, representam a segunda etapa concluída da Linha Azul, com investimento da ordem de R$ 147 milhões.

“São duas grandes avenidas estruturantes. Salvador não tinha nenhuma avenida que ligasse o Subúrbio à orla atlântica, e nós estamos fazendo esses dois corredores.  Esse da Gal Costa/Pinto de Aguiar, e o da 29 de Março/Orlando Gomes, que vai sair lá em Paripe, e,  portanto, são quatro estações do metrô que são cruzadas por essas duas vias. Isso vai fazer com que cada um de nós, que é baiano e baiana, possa se orgulhar que a nossa capital, não tenho a menor dúvida em afirmar isso, terá a melhor mobilidade urbana e a melhor infraestrutura entre todas as capitas do Brasil. É um investimento histórico”, afirmou Rui.

Ainda segundo o governador, “nunca antes, na história da Bahia, Salvador teve um investimento dessa magnitude, e eu diria, a região metropolitana porque, porque logo, logo, nós estaremos inaugurando o terminal de passageiros de Pituaçu, aqui próximo,  no dia 22 deste mês,  o terminal de passageiros em Lauro de Freitas e a estação do metrô aeroporto, que tem parte dentro do município de Lauro de Freitas e parte no município de Salvador. Portanto, integrando o aeroporto a esse sistema metroviário que, com certeza, já é o mais dinâmico, mais rápido e o mais eficiente do Brasil”.

Para Rui Costa, “isso eleva a nossa autoestima, o orgulho da Bahia, que se destaca nesse cenário nacional de baixo investimento como o segundo estado de maior investimento do País, apesar de ser a sétima economia e a vigésima arrecadação per capita. Graças a Deus, como muito trabalho eficiência, a gente coloca a Bahia no segundo lugar em investimento público”.

Ele enfatizou ainda  que essas obras também significam geração de emprego, “não só na construção da obras, mas na abertura de um novo vetor de desenvolvimento, de comércio, nos terminais de ônibus e nas estações . A meta, o planejamento e a programação nossa é melhorar  e colocar a nossa capital em primeiro lugar no Brasil em mobilidade e superar a marcar histórica e geração de emprego, pois o grande desafio hoje no Brasil são os altos índices de desemprego”.

Impacto na mobilidade

Em conjunto com a Linha Vermelha, as obras da Linha Azul compõem um projeto que irá somar, quando concluído, 32 quilômetros, gerando grande impacto na mobilidade de Salvador e acesso às cidades ao seu entorno. O investimento nos dois trechos é de R$ 1,4 bilhão.

“Esses corredores são alimentadores de vias importantes  e vão tornar possível a ligação de diferentes partes de Salvador, transformando a vida das pessoas, que já contam diariamente com as novas avenidas, os viadutos, o sistema metroviário e tantas outras obras que diminuem os congestionamentos e dão mais fluidez ao trânsito”, afirmou a secretária estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Jusmari Oliveira, que acompanhou o governador na cerimônia de inauguração.

Também estiverem presentes o vice- governador e secretário do Planejamento, João Leão, e os secretários estaduais de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, do Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, do Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, de Politica para Mulheres, Julieta Palmeira, do Turismo, José Alves, e de Comunicação  Social, André Curvello.

Mobilidade Salvador

Na última década, o Governo do Estado promoveu uma verdadeira revolução na mobilidade urbana da capital baiana. A primeira grande intervenção do programa foi entregue ainda em 2008, com a conclusão do Sistema Viário 2 de Julho, construído próximo ao aeroporto, na divisa entre Salvador e Lauro de Freitas. A obra cumpriu o prazo estipulado no cronograma e surpreendeu por ter custado R$ 29 milhões, quatro milhões a menos do que o orçamento previsto, de R$ 33 milhões.

Em 2013, a Via Expressa retirou os caminhões da Bonocô. Com 4,3 quilômetros, ligando a rodovia BR 324 ao bairro do Comércio, passam pela Via Expressa mais de 60 mil veículos/dia. O investimento total na obra foi de R$ 480 milhões, para a construção das dez faixas (quatro para veículos de carga, quatro para veículos leves e duas para ônibus), além de três túneis e 14 viadutos.

Com total de 42 quilômetros de extensão, 23 estações e dez terminais de ônibus integrados, as obras do Sistema Metroviário Salvador e Lauro de Freitas estão em fase de conclusão. O metrô já fez a viagem teste até a estação Aeroporto. Atualmente, a Linha 1 é composta por oito estações em operação, 12 quilômetros de extensão, que vai da Estação Lapa à Estação Pirajá. A Linha 2, com 12 estações, está concluída até a Estação Mussurunga.


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21