banner
publicidade
publicidade

Sob o comando de Ronaldinho, Fla goleia o Galo por 4 a 1

A semana foi turbulenta para o Flamengo, com as inúmeras críticas à vida noturna de Ronaldinho Gaúcho, mas o craque foi o responsável por comandar a virada da equipe neste sábado, contra o Atlético Mineiro, no Engenhão, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Os cariocas golearam por 4 a 1, com dois gols de Deivid, um de Thiago Neves e um do camisa 10.

Ronaldinho vinha tendo atuação apagada na partida, até que o Galo abriu o placar. A partir daí, fez um belo gol para empatar e participou de outros lances de perigo. A partida também foi importante para Deivid, autor de dois gols, que também vinha sendo perseguido pelos torcedores pelas más atuações.

Com o resultado, o Flamengo assume a quinta colocação de forma provisória, com 10 pontos. Já o Atlético Mineiro caiu para sétimo, com oito pontos. Na próxima rodada os rubro-negros enfrentam o América Mineiro, fora de casa, na quarta-feira, às 19h30, na Arena do Jacaré. Já o Galo recebe o Internacional, na quinta-feira, às 21h, também na Arena do Jacaré.Foto: Alexandre Loureiro/Vipcomm

Primeiro tempo mediano e vaias no Engenhão

A primeira chance da partida foi do Atlético, aos três minutos, quando Daniel Carvalho deu belo passe para Guilherme dentro da área, que finalizou de primeira por cima da meta de Felipe. A resposta foi aos sete, quando Ronaldinho Gaúcho sofreu falta de Réver e cobrou sobre o gol.

O jogo era muito equilibrado, mas a partir dos 24 minutos os rubro-negros começaram a pressionar a equipe mineira. Renato quase abriu o placar após Thiago Neves ajeitar para o meia bater forte, de fora da área, rente a trave esquerda de Renan Ribeiro. Aos 26 foi a vez de Léo Moura aparecer nem na área atleticana e bater cruzado, para fora. Com 33 minutos, Wanderley encontrou Thiago Neves entrando livre na área, mas o meia demorou a bater e permitiu o desarme de Réver.

Um minuto depois, o Galo chegou bem no ataque, quando Guilherme Santos cruzou na medida para seu xará, que bateu com estilo, mas parou na bela defesa de Felipe. A última chance do primeiro tempo foi do Flamengo, aos 44, quando Thiago Neves rolou para Ronaldinho e o camisa 10 bateu de bico, da entrada da área, nas mãos de Renan Ribeiro. No intervalo, vaias da torcida rubro-negra para a atuação apenas mediana da equipe.

Galo abre o placar, mas Ronaldinho acorda e lidera virada

Logo no primeiro minuto da etapa final o Flamengo chegou ao gol, mas o auxiliar anulou, marcando impedimento de forma correta. Renato chutou de fora da área, a bola desviou e caiu nos pés de Wanderley, na banheira, que mandou para a rede, mas não valeu. Aos quatro, o jovem Luiz Antônio encontrou Wanderley na área, que bateu cruzado, levando perigo para o gol do Atlético Mineiro.

Com cinco minutos, Renan Oliveira se livrou da marcação e arriscou de longe, mas Felipe jogou para escanteio. Dois minutos depois, Neto Berola sofreu falta na esquerda. Serginho levantou bola na área e Dudu Cearense raspou de cabeça para trás, para fazer 1 a 0 Atlético Mineiro e evidenciar as falhas da defesa rubro-negra na bolas aéreas. O gol fez Vanderlei Luxemburgo realizar duas alterações na equipe. O técnico tirou o zagueiro David Braz para colocar Negueba e desfazer o esquema de três zagueiros, além de trocar Wanderley por Deivid no comando do ataque, aos 14 minutos.

Um minuto depois, Junior Cesar perdeu bola no meio de campo para Neto Berola, que puxou contra-ataque com Guilherme e ficou no mano a mano com os defensores, mas o atacante não devolveu para Guilherme e tentou resolver sozinho, chutando nas mãos de Felipe. Aos 17, Luiz Antônio cruzou para Ronaldinho cabecear e Renan Ribeiro salvar o Galo.

Mas o camisa 10, que vinha tendo atuação apagada, resolveu chamar o jogo para ele e aos 21 minutos empatou a partida em grande estilo. Depois de Negueba cruzar rasteiro, a bola passou por toda a defesa e caiu nos pés do meia, que dominou e bateu com categoria, no ângulo de Renan Ribeiro. Um minuto depois Thiago Neves soltou uma bomba de longe e quase virou. Logo depois, novamente Thiago neves chutou, mas dessa vez foi Réver quem evitou o gol, em cima da linha. Ronaldinho ainda teve a chance de fazer o segundo gol na sequência, quando recebeu sozinho na área e bateu forte, a direita de Renan Ribeiro.

A pressão surtiu efeito aos 30 minutos, quando Deivid lançou Negueba, que bateu de primeira, cruzado, de dentro da área. A bola encontrou Thiago Neves, em posição duvidosa, para empurrar para o gol vazio e virar a partida para o Flamengo. Negueba teve boa chance de ampliar três minutos, quando invadiu a área com liberdade, mas o chute saiu fraco, em cima do goleiro. Aos 37, Deivid protagonizou lance bizarro. Após cruzamento de Negueba da direita, o centroavante fez papel de zagueiro ao cabecear para trás com o gol aberto. Mas o camisa 9 se redimiu aos 41 minutos, quando entrou na área pelo lado direito e soltou uma bomba, sem defesa para Renan Ribeiro. Aos 45, novamente Deivid. Léo Moura rolou para o atacante, que sem goleiro não perdoou e deu números finais ao placar.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO X ATLÉTICO-MG

Local: Engenhão (RJ)
Data: 25/06/2011

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP/FIFA)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP/FIFA) e Alessandro Rocha de Matos (BA/FIFA)

Gols: Dudu Cearense, aos sete, Ronaldinho Gaúcho aos 21, Thiago Neves aos 30, e Deivid aos 41 e 45 do segundo tempo.

Cartões amarelos: Thiago Neves (FLA); Guilherme, Dudu Cearense e Renan Ribeiro (ATL)

Flamengo: Felipe, Welinton, David Braz e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Luiz Antonio (Muralha, 38/2T), Renato, Thiago Neves e Junior Cesar; Ronaldinho Gaúcho e Wanderley. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Atlético-MG: Renan Ribeiro; Patric, Réver, Leonardo Silva e Guilherme Santos; Serginho, Dudu Cearense, Giovanni Augusto (Toró, 25/2T) e Daniel Carvalho (Renan Oliveira, intervalo); Magno Alves (Neto Berola, intervalo) e Guilherme. Técnico: Dorival Junior

 


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21