banner
publicidade
publicidade

(SOS) TEIXEIRA PEDE SOCORRO

Teixeira de Freitas, além de estar abandonada, está também enferma. A Administração Pública está falida, o prefeito jogou a toalha, o povo está órfão e completamente abandonado.

Diante das graves denúncias de corrupção, o Poder Legislativo, que tem o dever de fiscalizar o Executivo, cruza os braços; a Justiça não age. O barco está à deriva. Enfim, aonde iremos parar?

O povo está pagando um alto preço por ter cometido o erro de eleger um prefeito que se acha um messias. A figura do prefeito ainda se sustenta no poder simbólico de seu outro cargo, o de padre. Se a condição de sacerdote não logrou consagrar a imagem do prefeito, conseguiu, por outro lado, protegê-lo de uma condenação definitiva como gestor público.

A imagem do prefeito, além disso, carrega aspectos negativos de ordem pessoal. Ele é percebido como uma pessoa vaidosa, arrogante com os eleitores e negligente com os problemas da população. Ele faz questão de manter distância do povo se isolando completamente e se cercando, principalmente, de bajuladores.

Foi eleito pela primeira vez se colocando como o bem contra o mal. Prometeu ao povo o que não pôde cumprir: a UTI aérea, o restaurante popular, a passagem de ônibus gratuita, casas populares para a população carente e geração de emprego para todos. Nada disso aconteceu.

O prefeito foi reeleito descumprindo a lei, executando obras de asfaltamento sem infraestrutura pela cidade, ficando configurado como obras eleitoreiras. O Ministério Público permaneceu de braços cruzados diante do uso da máquina pública de forma exacerbada; diante disso, o alcaide teve sua reeleição contestada na justiça.

O prefeito se coloca acima do bem e do mal e afirma textualmente que nada pega nele. Por isso mesmo, comete injustiça com todos aqueles que não se ajoelham aos seus pés, e ai daqueles que ousam contrariá-lo. Ele permite que seu secretariado se lambuze com o erário público, fazendo verdadeira farra com o dinheiro do povo. Vários secretários cometeram delitos, e ele, tentando salvar as aparências, promoveu a saída dos mesmos, levando-os a pedir demissão, enquanto deveriam ser demitidos sumariamente a bem do serviço público, o que aconteceu até hoje apenas com um dos secretários.

A gastança pública nesses setenta e quatro meses de governo gira em torno de milhões de reais. Mesmo com tanto dinheiro, nenhuma obra expressiva foi realizada durante a atual administração. Todas as obras importantes que foram iniciadas estão paralisadas, porque os recursos alocados foram para o ralo da corrupção.

Por tudo isso, Teixeira pede socorro, sobretudo aos poderes constituídos, como o Ministério Público, Judiciário, Polícia Federal e governos estadual e federal.

O legado que esta gestão vai deixar, certamente, vai comprometer as próximas administrações e até mesmo o futuro desta cidade, que tem tudo para crescer, porém, está desenvolvendo mais pela iniciativa privada, sem nenhuma infraestrutura e com todos os problemas de ordem social. Na realidade, o município está inchando. Podemos concluir com segurança, que o futuro de Teixeira está ameaçado pelo descaso que hoje vivencia.

Fonte: Jornal Alerta


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21