banner
publicidade
publicidade

Teixeira de Freitas:Greve dos Bancários

Nesta quinta feira,(19/09), os teixeirenses fora surpreendidos com mais uma greve dos bancários.Em Teixeira de Freitas, a nossa equipe de reportagem esteve com um dos gerentes de um banco privado, que nos garantiu que o banco tem uma equipe para reposições e manter os caixas eletrônicos funcionando.

 Fenaban lamenta greve

A Fenaban não se pronunciou sobre o número de agências ou Estados afetados.

Em nota, a entidade afirma que “lamenta essa posição dos sindicatos, que causa transtorno à população, e reitera que a maioria das agências e todos os canais alternativos, físicos (autoatendimento, correspondentes) e eletrônicos, vão continuar funcionando normalmente”.

Os bancos disseram ainda que “respeitam o direito à greve, entretanto, farão tudo que for necessário e legalmente cabível para garantir o acesso da população e funcionários aos estabelecimentos bancários”

Bancos querem dar reajuste de 6,1%

De acordo com a confederação, a proposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) foi o ajuste de 6,1% sobre salários, pisos e todas as verbas salariais (auxílio-refeição, cesta-alimentação, auxílio-creche/babá etc.).

Também propõe participação nos lucros e resultados (PLR) de 90%, mais valor fixo de R$ 1.633,94, limitado a R$ 8.927,61 (o que significa reajuste de 6,1% sobre os valores da PLR do ano passado). Também foi proposta uma parcela adicional da PLR – 2% do lucro líquido dividido linearmente a todos os bancários, limitado a R$ 3.267,88.

Principais reivindicações dos bancários:

  • Reajuste salarial de 11,93%
  • PLR: três salários mais R$ 5.553,15
  • Piso: salário mínimo do Dieese (R$ 2.860,21)
  • Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: salário mínimo nacional (R$ 678)
  • Emprego: fim das demissões em massa, ampliação das contratações, combate às terceirizações e contra o PL4330 (que libera a terceirização e precariza as condições de trabalho), além da aprovação da convenção 158 da OIT (que inibe dispensa imotivada)
  • Fim das metas abusivas e assédio moral: a categoria é submetida a uma pressão abusiva por cumprimento de metas, que tem provocado alto índice de adoecimento dos bancários
  • Mais segurança nas agências bancárias, com a proibição do porte de chaves de cofres e agências por bancários
  • Igualdade de oportunidades, com contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afro-descendentes


Comentários



radio
radio destaque
Fale conosco
TEIXEIRA VERDADE
CNPJ:14.898.996/001-09
E-mail - teixeiraverdade@gmail.com
Tel: 73 8824-2333 / 9126-9868 PLUG21